18 fevereiro, 2014

Brincando de fotografar e Não, eu não morri...

O ano começou e eu mal vim aqui desejar feliz 2014, só vim chorar né? É porque comecei a fazer cursinho preparatório para concursos e decidi levar a sério a vida de concurseira, mas vou tentar seguir com o blog.
Outro dia, decidi pegar minha câmera que está cheia de teias de aranha, e ver o que saia dela. Tirei algumas poucas fotos, mas até que gostei de algumas.





Apesar de não poder comer biscoito recheado, não consigo largar meu querido Oreo.

Estou com os dias bem corridos, mas sempre que puder volto aqui para dar o ar da graça. Tenho algumas outras fotos e posts em rascunho e pretendo publicá-los, mas até lá, paciência =*

20 janeiro, 2014

As mulheres que mais irão marcar a sua vida...

"As mulheres que mais irão marcar a sua vida são as CHATAS. Também chamadas de loucas, ciumentas, bipolares, confusas, esquisitas. As chatas te ligam de madrugada cobrando algo que você fez na semana passada, elas brigam contigo, olham feio para a mulherada que ta em volta de você, as chatas fazem cara feia, batem o pé, fazem bico, batem boca contigo sem pensar nas consequências e principalmente são ciumentas. Mas vou te perguntar uma coisa: quem não gosta de se sentir desejado?! Uma mulher que não te procura ou não esta nem aí para você ou tem medo de te perder e prefere fingir que não viu ou ouviu nada não tem identidade! As chatas podem incomodar, mas estão ali do seu lado em qualquer situação, não ligam para sua conta bancária ou quantos carros tem na garagem, elas te cercam tanto que não deixam que nada de ruim se aproxime de você.. Elas podem ter seus defeitos mas fazem tudo para ser perfeitas, não pedem desculpas e são marrentas, porém se trata-las bem são as pessoas mais doces que ira conhecer... Então valorize aquela mulher que bate o pé, xinga, teima, porque essa mulher sim esta dando valor para o que você é!"

Pedro Bial

Ps: Não sei se o texto é realmente dele, mas achei muito verdadeiro. Pelo menos no meu caso.

19 janeiro, 2014

Sobre se sentir só...

Há muito tempo eu não me sentia tão sozinha. Não é "estar sozinha", é sentir mesmo. Aquela solidão de olhar para os lados, pensar em todas as pessoas que já passaram pela sua vida, tentando encontrar uma para quem você possa ligar e falar "não estou bem". E não encontrar. Penso em uma pessoa, mas logo em seguida outro pensamento invade tudo: será que não vou incomodar? Pego o celular, olho todo os contatos, mas não consigo mandar uma mensagem sequer. Não encontro ninguém, só um vazio aqui dentro.
Algumas vezes já me senti sozinha no meio de muitos, mas agora é diferente. Eu realmente estou sozinha, sem ter para onde correr.
É um sentimento muito ruim, mas eu sei que vou superar.

17 janeiro, 2014

Qual o problema em perguntar sobre o aplicativo?

O título parece meio tosco, mas eu nunca entendi essas blogueiras famosinhas que se irritam quando você pergunta qual aplicativo ela está usando para editar fotos. Então tudo bem perguntar qual é o batom, mas o aplicativo não pode? 
Fico pensando se todas essas pessoas, que dão visualizações em blogs e canais no YT, likes no Instagram e Facebook, um belo dias decidissem que não vão mais aguentar grosserias e parassem de acompanhá-las. Como seria? Acho que não custa nada ser gentil e responder educadamente, sem precisar fazer um post com a frase "não tem nada mais irritante do que me perguntarem qual app estou usando"
Poxa, blogueira, as pessoas te seguem porque querem dicas. Algumas, por incrível que pareça, querem ser como vocês. Sim, elas vão querer saber onde você comprou essa it-bag e também vão querer saber qual aplicativo você está usando. 
A blogueira vai lá e faz um post sobre "Pergunta que eu respondo", "Respondendo perguntinhas", "Fatos sobre mim" e por ai vai, mas é proibido perguntar qual aplicativo. O que custa? Ela pode copiar sua maquiagem e não pode copiar um simples aplicativo? APENAS UM APLICATIVO!!!
Nós criamos esses monstros. Digo "nós", porque durante muito tempo eu fui fanática por esses mundinho. Acredito que podemos não destruir, mas colocar essas pessoas na linha.
Você realmente precisa ser "humilhada" nas redes sociais? Você precisa desses coices? 
Com tantos blogs por ai que dão dicas reais e educadamente, acho que cabe a você, leitora, saber o seu valor.
Não vejo problema em perguntar, mas se eu sei que a it-girl não vai me responder ou vai me dar um coice ou fazer um post desabafando sobre isso, eu simplesmente não pergunto. Pergunto para outra pessoa ou pesquiso por conta própria.

04 janeiro, 2014

A tal rotina...

O segundo dia do ano foi um tanto normal. Voltei ao trabalho depois das tão merecidas e precisadas férias. Acordei às 5h15 da manhã imaginando que poderia sair de casa mais tarde e ainda assim chegar ao trabalho na hora. Engano meu. Cheguei dez minutos atrasada e ainda descobri que o acesso ao prédio agora é por meio de cadastramento biométrico. Enquanto as pessoas normais, nessa época do ano não pegam engarrafamento, eu peguei. Enfim, cheguei ao trabalho, fiz tudo o que tinha que fazer, fui para casa. 
Horário de verão. O dia demorou a escurecer. Tinha um sol daqueles que durou até umas 19h50. Fui ao Gama, cidade aqui do lado da minha, tentei fazer minha matrícula em um cursinho preparatório para concursos, mas não tinha ninguém. Descobri que ando meio viciada em jogar Sonic Sega All Stars Racing. Joguei até tarde com meu noivo.
O excesso de normalidade às vezes assusta, mas me faz ver o quanto essa tal normalidade me faz feliz. Por mais chato que pareça, gosto dela. A rotina.

28 dezembro, 2013

Nos vemos em 2014!!

Decidi fazer esse post depois que lembrei que nem desejei Feliz Natal para as pessoas que passam por aqui. Esse ano não tenho mais nenhum post, nenhuma ideia e a preguiça está em toda parte, mas quero desejar um ano novo maravilhoso para todos vocês e em 2014 continuaremos com muitas coisas legais por aqui se Deus quiser. Pretendo compartilhar muita coisa legal. Então é isso, nos vemos em 2014!!
Bjss

17 dezembro, 2013

Férias que eu tanto amo e The Fifties...

Como a maioria já deve saber, estou de férias desde o início do mês e apesar de não ter ido viajar (porque viajar em Dezembro é uó), eu e meu amor saímos bastante, ele também está de férias. Decidimos fazer coisas legais e conhecer lugares diferentes. Aqui em Bsb não tem muito o que fazer além de ir aos parques, que por sinal já enjoei, e sair para jantar. 
Ontem fomos ao cinema e resolvemos conhecer o The Fifties Traditional Burger do Parkshopping. Ele tem o estilo daquelas lanchonetes dos filmes e eu amo isso.
Foto Google
O ambiente é super agradável e toca músicas boas, que é importante.









As fotos não ficaram lá aquelas coisas, porque tirei com o celular, mas dá pra ver direitinho como o lugar é lindo e sem dúvida voltarei lá um milhão de vezes. Ainda mais que adoro lugares nesse estilo e aqui em Brasília é difícil encontrar lugares bons de verdade.

11 dezembro, 2013

Dica de filme: Jogos Vorazes - Em chamas

Esperei o ano inteiro e finalmente saiu Jogos Vorazes - Em chamas. O primeiro foi bom, mas o segundo capricharam. Como eu só li o primeiro livro, ficava imaginando como poderia ser o segundo, já que a Katniss já tinha sido voluntária no primeiro, ficava imaginando que talvez no segundo a Primm iria ou o Gale, enfim, criava vários finais, mas nunca imaginei que seria como seria.
Eu não vou resumir o filme, senão terei que contar todas as surpresas que vão acontecer, mas uma coisa eu digo, é o tipo de filme que em um momento você está super feliz, um minuto depois está com raiva, triste... enfim, você consegue passar por vários sentimentos em pouco mais de duas horas de filme. São muitas surpresas, uma atrás da outra e tenho certeza que se você gostou do primeiro, o segundo você vai amar.
Acredito que em toda a história do cinema (sim, sou exagerada), nunca um final foi tão lindo e irritante, desse jeito mesmo, tudo misturado. Aquela raiva de ter ido ao cinema e agora ter que esperar um ano inteiro pelo DOIS ÚLTIMOS FILMES. Mas, dessa vez eu não vou me torturar, vou comprar os livros e ficar aliviada desse aperto no coração.

10 dezembro, 2013

American Horror Story: Murder House

Algumas séries me prendem a cada episódio e me deixam revoltada por demorar meses entre uma temporada e outra. É o que acontece desde a primeira temporada de American Horror Story. Acho que nunca senti tanto medo vendo uma série, ai sim é história de terror.
Decidi que vou falar um pouquinho sobre cada temporada. E antes de chegar à terceira, considerava a primeira temporada a mais apavorante, porém chegaremos na terceira em breve.
Sinopse: Na primeira temporada o assunto principal é a infidelidade. Explora temas como o amor, a família, e o perdão. A história acontece em 2011 com a família Harmon do psiquiatra Ben, sua esposa Vivien, e sua filha adolescente Violet, que se mudam de Boston para Los Angeles depois de que a Vivien tem um aborto, e  Ben, um caso extraconjugal. Os Harmons se mudam para uma mansão restaurada e logo se encontram com os ex-residentes da casa, os Langdons: Constance Langdon, e seus dois filhos, Tate, e Addie, e o desfigurado Larry Harvey. Ben e Vivien tentam reacender seu relacionamento e Violet, sofrendo de depressão, encontra apoio em Tate. Os Langdons e Larry frequentemente influenciam a vida dos Harmons, como a família descobre que a casa é assombrada pelos fantasmas de seus antigos habitantes. (Wiki, com algumas modificações minhas)
Achei a primeira temporada bem assustadora e aquela casa é horripilante. Ela é assombrada porque os espíritos das pessoas que morrem lá ficam presos lá e cada episódio é surpreendente. Achei as atuações impressionantes e depois que você passa para as outras temporadas, você fica mais impressionado ainda com essas atuações. É uma série que realmente vale a pena assistir, até o mais medrosos, porque não é só medo que ela transmite, a história é muito boa. Não posso deixar de comentar sobre a atuação da Jessica Lange, que apesar de ter um papel meio fraco na primeira temporada, ainda assim é uma p** de uma atriz.
Estou na terceira temporada e em pânico porque já está acabando e ainda li que a quarta temporada só vai estrear no final de 2014, isso sim é sacanagem.
A série tem uma riqueza de detalhes que impressiona. Na próxima semana falarei um pouco sobre a segunda temporada, então, aguardem.

09 dezembro, 2013

Tarde no parque - Parte 2

Estou de volta com a segunda parte das fotos que tirei com a Suzy e a Ray no Parque da Cidade. Dessa vez decidi não editar as fotos, não colocar nenhum filtro. Amei todas as fotos, que foram tiradas pelo meu noivo.
Te amo, obrigada por tirar as fotos e aturar nós três!
Foto tirada em homenagem a um colega de trabalho. Não tentem entender.
Achei muito legal a ideia que tiveram de colocar vários cadeados na grade, inspirado na Pont de l'Archeveche, em Paris. São bem poucos comparados à ponte parisiense, mas está bem bonito. Na próxima vez que eu voltar lá, vou deixar o meu
Espero que tenham gostado das fotos. Eu adorei e adorei passar a tarde com essas duas doidas, não esqueçam de visitar o blog delas, os links estão aqui no post e no final da página.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...